Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Artigos
AFECÇÕES POR CANDIDÍASE EM MULHERES ATENDIDAS EM UMA UNIDADE SAÚDE DA FAMILIA DE CUITÉ – PB

 

PINHEIRO, Cinthia Macêdo1

FARIAS, Rayssa Burity1

NETO, Paulo Alípio de Pontes2

PINON, Gigliola Marcos Bernardo3
Universidade Federal de Campina Grande

 

 

A Candidíase vulvovaginal é uma infecção por fungo (Cândida sp), sua grande incidência, sobretudo nas mulheres em faixa etária reprodutiva dá-se pela diminuição da flora e mudança de ph vaginal, principalmente em mulheres grávidas, nos casos de má higienização íntima, em clientes usuárias de corticosteróides e/ou contraceptivos orais. As manifestações clínicas da candidíase incluem secreção vaginal que gera prurido e subseqüente irritação, dor a micção e dor durante a relação sexual em geral, os sintomas apresentados são, mais graves exatamente antes da menstruação e, comumente, são menos responsivos ao tratamento durante a gravidez. Um acompanhamento ginecológico de qualidade é fundamental para a redução das taxas de re-incidência de candidíase vulvovaginal. Assim, esse estudo teve por objetivo identificar o perfil sócio-ginecológico de prontuários com registros de afecções por candidíase em mulheres em faixa etária reprodutiva (10 aos 49 anos) em mulheres atendidas em uma Unidade Saúde da Família (USF) de Cuité – PB. O caminho metodológico percorrido embasou-se na abordagem quantitativa do tipo pesquisa documental retrospectiva através da investigação dos registros de prontuários da Unidade Saúde da Família do estudo equivalente aos anos de 2007 e 2008. Após levantamento dos dados foram identificados 70 registros de diagnósticos de afecções por candiíase (40% dos casos em 2007 e 60% em 2008). A classe social identificada em 100% dos prontuários foi de baixa renda (abaixo de 1 salário mínimo). As mulheres acometidas em sua maioria encontravam-se na faixa etária reprodutiva entre 26 e 49 anos (70%). Em 2008 houve um aumento de 30% dos casos em gestantes. O registro da forma terapêutica abordada volta-se em 80% para o tratamento medicamentoso combinado (oral + vaginal), a exemplo de Fluconazol, Nistatina, Miconazol, dentre outros. Ao final do estudo percebemos que é preciso atentar as mulheres sobre as causas da candidíase, os fatores sociais e culturais que influenciam no seu desencadeamento bem como os prejuízos causados por ela à saúde sexual e reprodutiva. Os profissionais de enfermagem são atores fundamentais na atenção a saúde da mulher no Brasil, qualidade no atendimento e diagnóstico precoce são fatores determinantes para atingirmos esse objetivo.

 

Descritores: Candidíase – Mulheres – Unidade Saúde da Família.

 

__________________________

  1. Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG (Cinthya_pinheiro_ce@hotmail.com).

 

  1. Enfermeiro Sanitarista da Unidade Saúde da Família do município de Cuité - PB.  

 

  1. Orientadora. Enfermeira Obstetra. Mestre em Enfermagem de Saúde Pública. Docente da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG (gigliolambl@ufcg.edu.br).

 




 Este conteúdo foi visitado 1876 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2