Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Artigos
Brasil é líder em pesquisa em medicina tropical, diz revista


País investe 1% do PIB em trabalhos científicos, o dobro da média latino americana


Um artigo publicado na edição de janeiro da revista britânica The Economist destacou o Brasil como líder internacional em pesquisa em medicina tropical.

O texto ressalta que, além de o Brasil ter uma comunidade científica atuante, o investimento financeiro do governo em pesquisa é alto - 1% do PIB (Produto Interno Bruto) - quase o dobro da média dos demais países da América Latina.

Segundo o site do Ministério da Saúde, os investimentos da pasta também têm impacto nessas pesquisas.

- Desde 2003, o ministério orienta grande parte de seus recursos a linhas de pesquisa relacionadas às doenças \'negligenciadas\', também chamadas de doenças infecciosas da pobreza (dengue, doença de Chagas e malária, por exemplo).

De 2003 a 2009, o ministério investiu R$ 82,4 milhões em centenas de projetos nesta área. Segundo a GFinder List, instituição inglesa que realiza levantamento anual de pesquisas, o resultado do investimento aparece nos avanços das pesquisas brasileiras, acrescenta o ministério.

- Não à toa, o Brasil está no topo da lista de países que financiam pesquisa em dengue.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde foi convidado pela Bill & Melinda Gates Foundation para uma reunião em Washington (EUA) com as maiores instituições internacionais que financiam pesquisas, afirma a diretora de Ciência e Tecnologia da pasta, Leonor Pacheco.

- Eles queriam principalmente entender os mecanismos utilizados pelo Brasil para incentivar a realização de pesquisas a respeito de doenças negligenciadas - uma área não muito atraente para a indústria farmacêutica, pelo reduzido potencial de retorno lucrativo, uma vez que a população atingida é de baixa renda e presente, em sua maioria, em países em desenvolvimento.

Segundo o Ministério da Saúde, entre 2002 e 2008, a participação de pesquisadores brasileiros na publicação de artigos científicos cresceu de 1,7% para 2,7%. Além disso, tem aumentado a colaboração de cientistas brasileiros em artigos de pesquisadores de outras partes do mundo: 30% dos artigos assinados por brasileiros têm um co-autor estrangeiro.


Fonte: Agência Estado



 Este conteúdo foi visitado 1376 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2