Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Artigos
Obesidade infantil, o mal do século 21


Por Claudia Collesi

Inspirados pela “era da beleza” vivemos hoje num mundo de valorização estética, cultuando a imagem do vencedor, fazendo com que as diferenças representem a compra de passagens rumo ao sofrimento. Acontece que caçamos tanto a perfeição que acabamos esquecendo alguns problemas que vão além da estética, como o caso da obesidade infantil, enfermidade crônica que segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia cresceu 240% só nos últimos 20 anos, somando cerca de sete milhões de crianças e adolescentes obesos no Brasil.

A obesidade é caracterizada pelo consumo mais do que o necessário de energia, o que induz a várias anormalidades do metabolismo que contribuem para as doenças cardiovasculares, do colesterol, diabetes mellitus e outras. Ela é gerada pela interação entre fatores genéticos, culturais e familiares, se tornando um dos principais problemas do século 21 e a primeira causa de doenças crônicas do mundo, além de possuir relação direta com o sedentarismo. Dentro deste contexto a prática de exercícios físicos, artigo raro para as crianças de hoje, e o hábito de alimentação saudável agirão como fortes aliados no combate desta enfermidade.

Acontece que com a evolução global, as crianças passaram a contar com fortes estímulos que surgem a todo instante sendo distribuídos dos mais diversos pontos. A televisão, os brinquedos eletrônicos e o advento da internet as atraem cada vez mais, fazendo com que se construa uma espécie de muralha entre elas e o mundo a sua volta. As brincadeiras de roda, os famosos piques, as casinhas na árvore, os piões e até mesmo as bonecas se tornam artigos cada vez mais raros dentro da realidade desses pequeninos que já chegam em casa se trancando em sues quartos para dedicar horas a TV, computador ou vídeo games, atividades que geralmente estimulam a fome, levando-os a mastigar o dia todo, tanto antes como depois da refeição.

Parte deste comportamento está associada ao fato de que os adultos vêm adotando uma postura profissional que os levam a ter o tempo cada vez mais escasso, os impossibilitando de corrigir os hábitos dos filhos, já que tanto o pai quanto as mãe estão empregados em tempo integral. E dentro da comunidade que vivemos fica difícil consentir aos baixinhos minutos de desfrute ao ar livre. Tudo isso gera uma liberdade maior para que as crianças sentem-se diante de seus brinquedos eletrônicos usando-os da maneira que bem querem sendo acompanhados de preferência pelas irresistíveis batatas fritas e o grande copo de refrigerante.

Sendo assim, para mudar de fato esse quadro, não basta apenas a conscientização de que o problema existe e é sério, é preciso uma readaptação na rotina da criança, levando-os a adotar uma dieta balanceada controlada que impedirá o grande consumo de doces e derivados em horário impróprios, além da implantação de atividades físicas que os induza a queimar as calorias adquiridas ao longo do dia. O combate a essa doença já na infância é muito importante, pois chegar à vida adulta com excesso de gordura no corpo, além de aumentar o risco de várias doenças, dá início a uma batalha sem fim contra a balança.

Fonte: Diário da Franca



 Este conteúdo foi visitado 3752 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2