Nova pagina 2

 

 
Nova pagina 2

Principal   

Quem somos   

Últimas notícias   

Eventos   

Notícias da Saúde   

Artigos da Saúde   

Notícias da Enfermagem   

Vestibulares   

Instituições de Ensino   

Cursos e capacitações   

Concursos em Destaque   

Calculadoras   

Links Interessantes   

Terminologias   

Pesquisas e Estudos   

Biblioteca Virtual   

Enfermagem   

Biológicas e da Saúde   

Pós-Graduação   

Idiomas   

Áreas de Atuação   

Conselhos   

Enfer. em Saúde Pública   

Enfermagem do Trabalho   

Artigos   

Monografias   

Teses e Dissertações   

Leis,   
Decretos e Resoluções   

Código de Ética   

 
Nova pagina 2
   | 1 enfermeiros on-line

Concursos!  

  Enfermagem do Trabalho
Ministério da Saúde investe em ações de prevenção de acidentes no trabalho




Entre as ações estão a realização de curso voltado para os gestores do SUS e a ampliação dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador

O Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, lembrado em 27 de julho, traz à tona a discussão sobre a importância da saúde e segurança no trabalho e de ações que garantam a saúde do trabalhador do país. Para Carlos Vaz, coordenador-geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, essa é uma questão que deve ser trabalhada diariamente.

Segundo dados da Previdência Social, de um total de mais de 653 mil acidentes de trabalho registrados no ano de 2007, 78 mil são de trajeto (acontecem na ida ou no retorno do trabalho) e 20 mil por doenças relacionadas ao ofício.

Diante de tais estatísticas o Ministério da Saúde tem desenvolvido ações que fazem parte da Política Nacional de Saúde do Trabalhador. Carlos Vaz explica que essas ações visam à redução dos acidentes e das doenças relacionadas ao trabalho, por meio de atuações de promoção, vigilância, assistência e reabilitação na área de saúde.

Uma dessas ações é a criação dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). De 2002 a 2010 foram implantados 181 Centros no país. Para se ter uma idéia, em 2002 havia 17 unidades. Atualmente, existem 26 unidades estaduais e 154 regionais, que promovem ações para melhorar as condições de trabalho e a qualidade de vida do trabalhador.

O Cerest é um serviço do Sistema Único de Saúde (SUS) que, além de subsidiar a formulação de políticas públicas, apóia a estruturação da assistência de média e alta complexidade para atender aos acidentes e agravos relacionados ao trabalho.

De acordo com o coordenador, a implantação dos Cerests trouxe benefício aos trabalhadores. “A consolidação de um espaço destinado à saúde do trabalhador contribui para o processo de expansão dessa área no Sistema Único de Saúde (SUS) e representa a conquista de direitos da saúde do usuário, e em especial, dos trabalhadores”, afirma Vaz.

Outra iniciativa importante foi lançada na semana passada. Trata-se do Curso Virtual Gestão das condições de trabalho e saúde dos trabalhadores da saúde, coordenado pela Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde e Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e com a Universidade Federal de Minas Gerais. O treinamento é voltado para fortalecer as capacidades dos sistemas de saúde para a gestão do trabalho, saúde e segurança dos trabalhadores em saúde. Cerca de 40 gestores do SUS participarão da primeira turma.

Na avaliação de Carlos Vaz, as ações voltadas à saúde do trabalhador são também o resultado de um esforço conjunto envolvendo outros ministérios. “Além disso, trabalhadores empregados e empregadores devem estar engajados na promoção da saúde do trabalhador. Essa é uma questão diária,” enfatiza.

Fonte: Ministério da Saúde.



 Este conteúdo foi visitado 2676 vezes.  

<< Voltar para a página anterior...
Livros - Submarino.com.br
Nova pagina 2

Nova pagina 2
 
 
 


Acompanhe nosso RRS

 

 

 
Nova pagina 2